segunda-feira, outubro 03, 2005

A vizinha do 1.º

Uma noite, ainda eu me tinha há pouco mudado para o meu castelo nas nuvens, parei num restaurante que se encosta uns prédios acima do meu, para uma pausa e um café quente, antes de retomar o caminho para casa sob uma chuva cerrada que já me tinha deixado o poncho ensopado.

Quando me preparava para voltar a sair para a rua, fui surpreendida com um "Sôtora, está a chover muito; eu empresto-lhe um chapéu.". Apanhada desprevenida, balbuciei um "não se incomode; vivo já aqui." (de encharcada já eu não passava e, assim como assim, a chuva não era ácida). Voltei a ser surpreendida por um olhar cúmplice, acompanhado da resposta "eu sei...".

Despistada como sou, não me tinha apercebido que a dona do restaurante era, nem mais nem menos, do que... a vizinha do 1.º! Naquele pequeno episódio (confirmado subsequentemente por outros episódios semelhantes), fiquei a perceber quem controlava o esquema do prédio. Imediatamente, fiz a nota mental de tratar sempre bem a senhora. O bairrismo não é coisa para brincadeiras...

Não sei de onde ela tirou o "sôtora", mas, pelo sim pelo não, deixei estar. As palavras "por favor, trate-me por Mipo" estiveram quase a sair-me da boca, mas depressa imaginei perguntas do género "olha lá, Mipito, ontem à noite houve festa, hein?! Música até às 500ªs!" e calei-me, como se Sôtora fosse o meu nome de baptismo.

A verdade é que a coisa tem funcionado muito bem. Estranho sempre o "boa tarde, Sôtora. Como está?", mas sou sempre informada de todas as pequenas questões logisticas da rua e, até agora, ninguém me perguntou sobre quem vai a minha casa...

6 comentários:

DUENDES E BATATAS disse...

Deve ser por respeito, quiçá dó das pobres almas que têm que amaranhar por aquelas escadas acima!

zahira disse...

ahahhahaha
Como tens razão sôtora!!!

bonifaceo disse...

Ela deve pensar que és médica, ou doctora... e diz senhora doctora tão depressa que ficou Sôtora...

Osga Esparramada disse...

HUUUUUUUMMMMMMMM..........
A vizinha do primeiro deve mas é achar que a MIPO é advogada em princípio de carreira... e já se está a fazer para um favor qualquer sem pagar honorários...
Se calhar tenciona bater na vizinha do 2º que costuma dançar de saltos altos às 2.30 da manhã...

ISA disse...

Tu afasta-te das perguntas indescretas que essa gente, os vizinhs, são do pior...

Mipo disse...

saudável distância! As aproximações, nestes contextos, têm de ser graduais...

Osga, se for esse o caso, a vizinha deve cá 'tar com uma sorte...