quinta-feira, janeiro 26, 2006

Vícios e manias

É verdade: sou fumadora. Há muitos anos. Não, não acho que seja ponto de honra, nem cavalo de batalha. Aliás, quero deixar de fumar, eventualmente e antes que o tabaco acabe comigo.

Mas quero fazê-lo por opção. Não consigo de deixar de ficar imediatamente do contra com anti-tabagistas - correcção: com anti-fumadores. Quando aparece alguém a abanar a mãozinha ou a tossicar significativamente, é sabido que, não só não apago o cigarro, como fico com vontade de fumar mais outro (não custa falar. Peçam-me e eu desligo a chaminé). Se estou na casa de alguém que não gosta de fumo, vou até à varanda, ou fico quietinha, como é lógico.

Ultimamente, o cerco aperta. Cada vez mais pessoas comentam que faz mal, que incomoda, etc. Tudo bem. O objectivo é mesmo largar isto. O que chateia é a atitude fundamentalista de "você é o elo mais fraco. Adeus". Como se só os fumadores tivessem vícios. Como se o tabaco fosse o único vício que incomodasse, ou fizesse mal.

Desconfio sempre de quem não se vê vícios. Porque toda a gente os tem, mais ou menos graves. Se formos a ver os serial-killers, todos eles têm um ar muito lavadinho. "Ele era sempre muito simpático, muito calmo, não dava nas vistas. Nunca imaginámos que ele tinha pessoas enterradas na cave."

Basicamente, o que me leva aos arames é que muitas vezes as pessoas não percebem o óbvio: como qualquer outra pessoa, os fumadores gostam que lhes falem normalmente!

É muito simples: em vez de "outra vez esse vício nojento!", qualquer coisa como "pode apagar o cigarro? É que me incomoda um bocado." A mim, por exemplo, incomodam-me as pessoas que comem de boca aberta. E aí nem posso dizer nada, porque não há maneira. Olha o que seria agora eu virar-me para alguém ao balcão de uma pastelaria e dizer "outra vez essa mania nojenta! Que porcaria! Coma de boca fechada, que eu não tenho interesse em saber o que se passa aí dentro!".

6 comentários:

pinky disse...

tens toda a razão! também me irritam os olhares.
noutro dia estava numa pastelaria só para beber um café puxei só 1 cigarro, pk fumo muito raramente, estava uma senhora com o marido e a neta e comentou alto com o marido, bolas que nunca mais proibem isto, olha foram 5 de seguida de irritada que fiquei.
podia ter pedido, teria sido delicado, eu entenderia, agora bocas para o alto comigo tb faz o efeito contrário!

sweet disse...

a mim também me irritam muito as pessoas que comem de boa aberta e fazem barulhinhos com a boca... deixa-me com os cabelos em pé!
mas, como ex-fumadora, confesso que o fumo me incomoda muito e a única coisa que peço, é que os fumadores tenham respeito por isso. afinal, eu também tinha quando fumava :)

Rui disse...

Pois a mim, na empresa, encarregaram-me de redigir um texto em que se manda acabar com o fumo nos corredores, agora só num canto.
Sem ter nada que ver com o assunto, ainda vou passar a ser conhecido como o Torquemada do tabaco...

Mipo disse...

exacto - respeito mútuo; não é preciso mais nada.

cheio de sorte, Rui! Não te preocupes - os fumadores também são pessoas compreensivas! :-)

Patioba disse...

Bem, tu andaste desaparecida muito tempo, mas estás ao melhor nivel.....! ;)

bonifaceo disse...

Olha que eu sou dos que abana a mão algumas vezes, mas não porque sou contra fumar, é que parece que tenho íman e tem que ser, porque é cada rajada na minha direcção dos meus colegas fumadores no café...
Por acaso temos um colega que come depressa e mastiga um bocado de boca aberta e faz barulho, já lhe temos dito "come mais devagar", mas ele não se apercebe o real porquê do comentário e diz que não consegue comer devagar... lol.
Já agora, tenho um vício pois, doces, embora as análises sejam sempre óptimas.