segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Abre los ojos

Medo de perder
Medo de tentar
Medo de não conseguir
Medo de acreditar
Medo de soltar amarras
Medo do desnorte
Medo da condenação
Medo da rejeição
Medo do ridículo
Medo da incompreensão
Medo da solidão
Medo do desamor
Medo do vazio
Medo do próprio medo
Medo de morrer antes de aprender a viver

E pode ser que, ao fim e ao cabo, não houvesse nada a temer.

6 comentários:

Ricardo Leal disse...

Mas é o medo que nos regula. Sem ele fariamos tudo sem medir consequências.

Mipo disse...

e isso não era bom?!...

cinderela disse...

Para não teres a noção de medo, terias de voltar à infância...acho eu...mas tb não tenho a certeza...

Mipo disse...

talvez... "quero voltar invisível para dentro da barriga da mamãe"?...

pinky disse...

os medos existem para serem ultrapassados!

Katharina disse...

Medo de não ser aquilo que imaginamos ser...
Medo de não chegar onde sonhamos chegar...
Medo de viver?!...
Não deveríamos nós sentir apenas medo de não escutarmos a voz que devíamos escutar?!...
Não deixes o medo paralizar-te. Se não te livras dele, então aprende a caminhar com ele!
Eu estarei, com todos os meus medos, perto para te dar a mão se dela precisares... :)