sexta-feira, março 24, 2006

Embirrações; assim na linha da "tolerância"

Há expressões com que uma pessoa embirra. No meu caso, comecei por embirrar com os inhos - o cafézinho, o copinho de água, um obrigadinho... - porque, sinceramente, a não ser que a chávena de café e o copo sejam anormalmente pequenos e o obrigado seja contrariado, não há razão para isto. O que é facto é que, à custa de ouvir isto anos e anos a fio, acabei por me habituar. Já não é raro ouvir-me dizer um "'tás boazinha?", meio em tom de gozo, mas de qualquer maneira dito.

Agora, há uma expressão que não consigo engolir: o "coitadinho". E cada vez me irrita mais ouvi-la. Já do coitado não gosto, mas o coitadinho provoca-me sempre uma irritação no estômago. Sempre ouvi dizer "coitado é corno!" (e mesmo esses nem sempre). Dizer de alguém que é um coitado, ou, pior, um coitadinho é passar-lhe um atestado de inépcia.

As pessoas tem azares, são assim ou assado, as desgraças acontecem, etc, mas chamar-lhes coitadinhas é reduzi-las a qualquer coisa entre a classe humana e a dos insectos. É inferiorizá-la através da peninha, como se qualquer coisa que aconteça a outra pessoa não nos pudesse acontecer a nós.

Se vos causa pesar, ajudem. Se não querem/podem ajudar, não digam nada. Mas, pelo amor da Santa, jamais digam "coitadinho"! (Bolas! É que me mexe mesmo com o sistema!)

10 comentários:

hl disse...

Eu subscrevo inteiramente Mipo :)

marta disse...

adorei este post, tenho uma tia que cada vez que vê começa com "olha a Marta, coitadinha,...." ou então melhor ainda: "o Robim é um cão tão... tão... tão simples, coitadinho" ;)

Mipo disse...

eheheh pobre Robim!

hl disse...

Eu acho que nesse caso é um "inho" ou "inha" carinhosa :)

Consigliere disse...

Ahh Mipozinha, esta noite vou sair e beber um copinho, mas primeiro vou ali ao cafézinho ter com os amiguinhos. Tenho lá um que é corno, coitadinho! Não deixa por isso de ser bonzinho...mas pronto, é corninho! LOLOLOL Bom fim de semanazinho!!bjs

Mipo disse...

ai, Consieglierezinho... que nervinhos!

bonifaceo disse...

Eu também não gosto que se aplique o coitado ou coitadinho em qualquer frase, mas quando dá para ser aplicado, numa situação se azar, não tem que ser daquela maneira depreciativa como estavas a dizer. Esta é a minha opinião, claro.
Beijo.

hl disse...

Sabem que para os povos do leste europeu, checos por exº a compaixão, o ter pena, é considerado um sentimento de grandeza, é sofrer com...
enquanto que para nós latinos, o ter pena é considerado um sentimento de quinta categoria, quase desprezivel, talvez seja o nosso ego latino que nunca gosta de admitir que estamos em baixo, que nunca gosta de admitir que precisamos que nos levantem.

Mipo disse...

compaixão é uma coisa; pena é outra. O "coitadinho" é uma maneira de uma pessoa se descartar. Diz-se "coitadinho" para se mostar que se é boa pessoa, que não se é indiferente, mas ao dizê-lo está-se implicitamente a mostrar que não vai fazer absolutamente nada para ajudar.

hl disse...

Sim as intenções que se possam ter em ajudar ou não, já é outra questão, muita gente simplesmente é fingida e falsa, nisso tens razão Mipo.