sexta-feira, abril 07, 2006

Podia dar-me direcções?

Foi preciso chegar a esta provecta idade para conseguir encaixar que "fazer carreira" não tem lógica na minha cabeça (que, reconheça-se, é de um castanho um bocado aloirado). Se calhar porque não tenho feito carreira em nada específico (uma indirectazinha que me ajudou).

Lá vou construindo o CV, nunca saindo do âmbito mais alargado da minha especialização, mas carreira, carreira, não me sinto a fazê-la - trabalhar x anos numa função, a fim de ser promovida ou saltar para outra melhor - esse tipo de carreia. Imaginando a coisa como uma escadaria, subi cinco degraus, fiquei-me uns tempos no 5.º e agora vou experimentar outras escadas (qual delas, ainda para ver).

Às vezes, olho de soslaio aquelas pessoas que, depois do curso, vão trilhando sempre na mesma coerência. Invejo-lhes a falta de desorientação.

Mas é assim. A minha realização pessoal aparentemente não passa por subir numa carreira. Aliás, é difícil de entender... uma das vezes em que me senti mais realizada foi quando instalei o tampo da minha sanita. Quererá isto dizer que devo instalar tampos de sanita como modo de vida?! É que não me apetece muito.

Outro expoente máximo de realização pessoal deu-se quando, estoica e inconscientemente, calçando apenas umas chinelas de enfiar o dedo, desci e voltei a subir a escarpa da praia da ursa, sem morrer. O sentimento de mereço-uma-medalha-olímpica passou logo a seguir, quando, acabadinhas de chegar ao topo, descobrimos o carro assaltado... o carro não era meu, mas a carteira era (um grande obrigada ao Guarda Guedes, que teve o obséquio de ma ir entregar, assim que a descobriram à beira da estrada). Para tornar o episódio ainda mais estranho, tivemos de dar uma boleia devidamente arejada (leia-se: sem vidros) a uma família + 1 cão (sabe Deus como, tinham perdido a chave do carro no mar). Mas já estou a divagar. A questão é: será que me deveria dedicar ao alpinismo em chinelas? Não será abusar da sorte?

Enfim, é complicado...

20 comentários:

hl disse...

Deves-te dedicar a ser feliz:)
A questão das carreiras nesta sociedade algo desumanizada e competitiva, foi sem dúvida extrapolada.
Não tenho qualquer dúvida que a realização e a felicidade não estão em carreiras, estão nas pequenas coisas que nos fazem felizes, e acima de tudo nas pessoas de quem gostamos.
Superar obstáculos dá-nos sempre um grande gozo, é uma satisfação pessoal imensa:)

ISA disse...

lindo, hilariante, altamente! nem sabes a gargalhada que dei com a história do tempo da sanita e dps com a da subida sem morrer! bjs miúda. e n penses demais que te faz mal. e olha, provecta idade o cacete, sim? ;-D bjs

Magnolia disse...

Olha... nem sei o que te diga.
:D

Camélia disse...

Desde que as tuas chinelas tenham pitons (qué p/não escorregares), melher, terás sorte toda a vida :D

Mipo disse...

hum... pitons nas chinelas... *Mipo coça o queixo e pondera*

Magnolia disse...

Mipo, não ponderes... afinal a ideia veio de alguém que tem três olhos e usa fralda... (cheira-me que vou levar na tromba, mas pronto)

Rui disse...

a) fazes de mim um fóssil;

b) pões-me a pensar na minha (falta de) carreira;

c) fizeste-me recordar o assalto ao meu carro;

Porque carga de água é que me fartei de rir?

manuel disse...

Se a praia da ursa é a que eu penso, foi mesmo uma aventura. Mas vale a pena.
Há largos anos fiz o mesmo.
Fazer uma carreira é mais ou menos como essa escalada, com mais ou menos cedências ao cansaço.
Boa semana.

maria disse...

Não sei se fazes carreira ou não, seja lá isso o que for, mas que me fizeste rir...disso não hã dúvida...Bj

Sol disse...

Vim para ao teu blog por intermédio de outro. Gostei muito! Vou passar a ser visita assídua! ;)

Jarhead disse...

És brilhante e não posso deixar de dizer que todos os teus posts me põem um sorriso no rosto (e já percebi que não estou sozinho). Invejo a tua forma de escrever, mas só a falar é que me faço entender ;)

Mipo disse...

Jarhead, és bera!... :-P Vais-me perseguir com isso até à exaustão, não vais? (não respondas!) Pronto... a menina cala-se!

Mipo disse...

obrigada pelos elogios! *Mipo limpa a baba e calca o ego*

hl disse...

Podes-te babar Mipo:) também gosto do que escreves e como escreves.

Camélia disse...

E já agora uma nova direcção: para quando um post novo, hein hein? Ando eu "p'ráqui" aos saltos a ver se vem lá mais outro...;)

Mipo disse...

assim que possível, Camélia! Trabalhinho para despachar primeiro...

Camélia disse...

Olha mas ainda bem que não fizeste outro post. Já andava ao tempo para perguntar-te e vais perdoar-me a ignorância, mas onde é que fica a praia da ursa?

Mipo disse...

perto do cabo da roca. Mas tens de descer um precipício para lá chegar.

Camélia disse...

Gracias! Vou estar esta semana de férias e quero aparecer no emprego com os músculos das pernas bem torneados :-P. Dá aquela imagem de durona. Vou ver se encontro chinelos com pitons. Depois conto-te como foi. Hasta ;)

bonifaceo disse...

Isso da carreira também não me diz nada, mas acho que cada um tem os seus objectivos e maneiras de serem felizes diferentes, embora muitos o façam para se mostrarem nesta sociedade... faz o que te faz feliz e caga para esses gajos das carreiras!
Praia, férias, férias, praia... já apetecia já...
Beijo.