sexta-feira, maio 26, 2006

Tic, tac, tic, tac...

Detesto esperar. Esperar faz mal à cabeça. Esperar põe-nos a pensar na morte da bezerra, no roubo da vaca e na vida dos outros. Daí até os neurónios saltarem desenfreados à procura de uma explicação para a nossa irrelevante existência vai um saltinho.

Pode-se sempre esperar sem pensar, começar a ver novelas e a dizer mal da vida dos outros com base em critérios tão profundos como o corte de cabelo ou a cor dos sapatos. Infelizmente, isso é um tédio.

Não tenho jeito para tempo de espera. Não sei ser produtiva e fazer todas aquelas coisas que ficaram pendentes na altura em que não tinha tempo para lhes chegar (chego à brilhante conclusão que é por isso que elas pendem).

A chatice é que, muitas vezes, quando aquilo que esperamos finalmente chega, já nós cansámos.

8 comentários:

Rui disse...

"Pode-se sempre esperar sem pensar (...)".
Como é que se faz isso, por favor diz-me, dava-me taaaaanto jeito.

ISA disse...

olha mto fixe. já me ri. e mto verdadeiro, digo eu, a outra! bjs

bonifaceo disse...

Esperar é uma seca é... principalmente por causa daquele assustador 1º parágrafo.
Beijos.

Camélia disse...

Oh p'ra mim a bater com o pézinho à espera que tu faças outra posta...;)

zahira disse...

ahahahah, nunca pensei nisso mas lá que tens razão isso tens lol

Mipo disse...

Rui, no teu caso é melhor continuares a pensar; se deixas de o fazer, nunca vamos saber o que acontece ao João e à mãe dele!

sonikas disse...

Como sou tua companheira de espera tenho uma solução para nós... sim, pk eu como qualquer ser humano normal, tb n consigo esperar sem pensar, daí que cheguei a uma conclusão... podemos encurtar a espera: Vamos cortar os pulsos?!

Anónimo disse...

Nice! Where you get this guestbook? I want the same script.. Awesome content. thankyou.
»