segunda-feira, outubro 10, 2005

O que vale é que eu sei que isto passa

2.ª feira circular. Voltei ao existencialismo de partida. Parece que isto bate sempre a horas certas. De manhã, é a saudade da almofada que não me deixa pensar; ao fim da tarde, é a certeza de uma semana igual que me pesa (isso e a enormidade de cigarros que já fumei hoje; tenho mesmo de deixar esta porcaria...).

Ainda me faltam algumas horas para eu me aperceber de que há coisas de que gosto no desfiar das minhas semanas. Mas agora ainda não. Todas as 2.ªas, às 19.00, dou comigo a tentar pôr em perspectiva o ano que vai escorrendo, porque será um fim e um começo e porque esse começo não sei bem de que será... A esta hora esbarro sempre numa lanzeira que só vai passar lá para as nove da noite, quando conseguir levantar os olhos do meu umbigo. Raispartam as oscilações de humor!

6 comentários:

Oumun disse...

é hormonal isso passa!!

bonifaceo disse...

O início do ano costuma ser sempre a mesma coisa... digo eu. E o umbigo, como vai?

Mipo disse...

o umbigo 'tá bonzinho. Ando a tentar não lhe ligar muito

ISA disse...

antes assim, ainda bem que há oscilações. o humor podia ser sempre mau...

[Ou os milagres que fazem uma aulinha de Step a abrir...]

duendes e batatas disse...

Coitadinha... Que vidinha tão infeliz...
O melhor é pedurar-se no teto!

Osga Esparramada disse...

O melhor é perdurar no tecto???
CREDO!!!