terça-feira, dezembro 06, 2005

As coisas que se ouvem

"- Desculpa estar sempre a dizer-te isto, mas tens uma cara triste! Nunca ninguém te disse?
- Não." (tive vontade de lhe responder que me tinha morrido o animal de estimação no dia anterior, mas contive-me)

A mesma pessoa tinha-me dito o mesmo no dia anterior, à mesma hora (numa das 3 vezes que me viu). Vamos supor que eu estava triste. A última coisa que me apeteceria era que alguém me viesse constatar que eu estava triste (partindo do princípio lógico que eu sabia porque estava triste). Agora vamos supor que eu não estava triste. Que raio se responde a isto?! "Obrigada, você também"?!

O que é facto é que o comentário (repetido) me levou a fazer uma curta sondagem no meu local de trabalho sobre que cara tenho eu. Os resultados foram: amorosa, triste, distraída, zangada, bondosa, amuada, enigmática, arrogante, bem disposta, sonolenta, abstraída e (o meu preferido) muito bonita.

Conclusão: a) a minha cara não é estática; b) cada qual vê aquilo que quer.

7 comentários:

ISA disse...

mai nada. e é bem gira a tua cara, apesar de sonolenta ;-)

marta disse...

Hoje estás com cara de feitío fantástico, quando não é péssimo :)

bonifaceo disse...

"cada um vê aquilo que quer", ou aquilo que presenteia no momento em que estás com essa pessoa ;).

Zeka disse...

Só posso falar por aquilo que "vejo" aqui...por isso acho que a tua cara deve ser gira.

Beijos

Kwan disse...

Nao fiques triste... ;)
Uma dica: era gajo? se sim, esta-se a fazer!

..o imp. é... disse...

estará a fazer-se mas assim não vai lá...(a falta de jeito desta gente é assustadora..)

Mipo disse...

não, não era gajo. Era uma senhora assim um 'cadito mais velha do que eu (se calhar, ela é que estava triste e andava a projectar!)