terça-feira, novembro 08, 2005

Esclarecimento # 2

Para quem vive sozinho, vida social não é um luxo; é uma necessidade.

Isto apenas porque, volta e meia, me dizem coisas como "és uma grande maluca!" (talvez, mas não por ter uma vida muito intensa), ou "tens uma agenda social sempre preenchida!" (o que, diga-se de passagem, é mentira), ou "tens sempre jantares!" (também não; talvez não jante é sempre com as mesmas pessoas), ou ainda "não páras quieta!" (se passassem um dia comigo, iam perceber o quão quieta consigo estar).

Porque, vamos lá ver: não sou daquelas pessoas que consegue ser produtiva em casa. Adorava conseguir passar um dia ou uma tarde a arrumar fotografias (até porque estão um caos), ou a fazer bricolage, ou a escrever um livro, mas, sinceramente, não consigo. Na minha cabeça, "estar em casa" é igual a dormir e relaxar (fazer sopa não conta). Prezo muito a minha privacidadezinha, é verdade, mas ainda não dei em bicho do mato. Sabem muito bem umas horinhas de silêncio, mas, com doses excessivas, começo a fazer eco.

Aliás, como neurótica assumida que sou, se passo demasiado tempo fechada em casa começo a pensar com intensidade redobrada e, quando dou por mim, já criei um universo paralelo (e não tão interessante que eu lá queira ficar a viver).

Portanto, a opção é sair de casa. Porque sim. Porque estar com pessoas sabe bem.

11 comentários:

Kwan disse...

Subscrevo e assino por baixo!

Oumun disse...

Só não concordo mais porque neste momento torna-se dificil sair tanto de casa eheehhe

marta disse...

Percebo-te perfeitamente, só que invertidamente, muita vida familiar e quase nenhuma vida social e pessoal

Mipo disse...

muita família, sempre. Pelo menos tanta como a chamada "vida social". Felizmente, não nos largamos.

Starg@zer disse...

Heheh

Here here!
E sabes que mais (and now for something completely different, ou não...)?
Descobri há pouco tempo (lembrei-me imediatamente de partilhar contigo, achei que ias gostar de saber, mas acabei por não o fazer) que além de o iogurte de banana não ter espinhas, as bananas também não flutuam....
O meu mundo ia desabando, não fosse já estar um bocado para o esboroado :)
Isto não se diz assim, sem mais nem menos... Há que ter cuidado com as afirmações que se profere.
Há susceptibilidades que se fere e mitos que se desintegram.
Ou não é?
Bem, resta-me o conforto de o de ananás ter...
:D

duendes e batatas disse...

Quando chove, ficar em casa é como ir à rua...

bonifaceo disse...

É isso mesmo. Embora eu mesmo que morasse sozinho nunca seria um grande maluco, porque sou um bocado morcão, inibido, isso também já vai das pessoas. Achei piada a essa dos mundo paralelos.

Mipo disse...

sabes as portas que isso abre, não sabes, Star? Vamos ter de verificar o que acontece com as outras frutas.

Pois que a inibição é uma grande chatice, Boni, mas, quem a tem, habitua-se mesmo a ter de combatê-la... (quem me conhece já não estranha os meus acessos de timidez!)

Starg@zer disse...

Arghhhh
NÃO, NÃO, NÃO!
Abre muitas portas, mas não as do meu frigorífico!
Keep away!
Andas mortinha por fazer um raid ao pobre, tu! Pára de fazer olho gordo ao frigo!
Não, não vais encontrar bananas a boiar no "molho" das beringelas e das courgettes e dos alhos franceses desintegrados!
Não é por mais nada, é só porque as bananas não flutuam! ;)
Além disso, detesto fruta fresca, portanto, não a guardo no frigo!
:P

Ahhh! E for all that matters, as "salchichas" já foram desalojadas! E consegui fazê-lo all by myself! Vitória, vitória! :D

Mipo disse...

VITÓRIA! Salsichas fora! Mesmo assim, deves estar com o frigo carregadinho de penicilina!

bonifaceo disse...

Quer dizer, eu nem sempre sou inibido, há vezes em que até sou bastante normal, aliás, eu sou normal, por vezes é que sou mais calado :D. Depende dos temas de conversa e das pessoas e do local... mas não sou definitivamente um grande maluco... acho eu.